segunda-feira, 13 de março de 2017

Apresentação da candidatura ‘Somos Coimbra’


Coimbra tem sido alvo de chacota nacional nos últimas dias pelo facto de  o  presidente da Câmara ter decidido comemorar o Dia Internacional da Mulher contratando uma praticante de dança no varão para se exibir numa instalação municipal . Não admira que  cresça todos os dias a onda de adesão ao movimento independente "Somos Coimbra", que apoio. Deixo aqui a declaração de lançamento de candidatura lida na quinta-feira passada no Café de Santa Cruz pelo candidato à Presidência da Câmara José Manuel Silva (ex-bastonário da Ordem dos Médicos):

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Caras Amigas e Caros Amigos

 Muito Boa tarde a todas e a todos!

Começo por agradecer à gerência deste magnífico e emblemático Café Santa Cruz, no coração da cidade de Coimbra e perto dos primeiros monarcas portugueses, por ter acedido a acolher o lançamento do movimento “Somos Coimbra”, uma candidatura independente, inclusiva e construtiva à Câmara Municipal de Coimbra.

 Em nome do “Somos Coimbra”, sou candidato à Câmara Municipal de Coimbra.

 Sente-se no Concelho de Coimbra, em cada uma das suas 18 freguesias e em cada um dos seus quase 150.000 habitantes, a vontade e a necessidade de mudança e desenvolvimento, sob os fortes alicerces de uma riquíssima história política, socio-económica, cultural, científica, universitária, patrimonial, etc. Acima de tudo uma riquíssima história humana, um legado de gerações que foram dando o melhor de si em benefício de todos.

 Apesar disso e por deficiente acção ou inacção ou longo das últimas décadas, os problemas de Coimbra são hoje múltiplos e complexos. Estão devidamente identificados, conhecemo-los bem porque os sofremos na pele todos os dias, os que cá vivem e os que saíram por falta de oportunidades e perspectivas.

 Esta não é, porém, uma candidatura de desfiar e carpir os problemas, nem de lamentar qualquer fado, mas sim de elencar e concretizar ideias e soluções para desenvolver o Concelho de Coimbra, para dinamizar as pessoas e as instituições, para recuperar o saudável e e de modo nenhum umbiguista sentimento de orgulho, de entusiasmo e até de irreverência de sermos Coimbra. Daí o nosso lema “Somos Coimbra”.

 Cultivamos uma rigorosa independência. Mas nada nos move e nada temos contra ninguém. Respeitamos todas as candidaturas, prezamos todos os partidos políticos e os seus militantes e reconhecemos a sua importância na sociedade e no país.

 Todavia, o nosso Partido é Coimbra, a nossa política é por Coimbra, a nossa onda e a nossa força são as mulheres e os homens de Coimbra, sem qualquer discriminação partidária, social, cultural, etária ou religiosa.

Somos uma candidatura transversal e inclusiva, que conta com todas as pessoas e instituições do Concelho de Coimbra, com as quais iremos dialogar de agora em diante. Todas “Somos Coimbra”

 Em equipa, com muito trabalho, com competência, com qualidade e, além do mais, com uma enorme determinação, vamos recuperar o espaço, o protagonismo, a capacidade, a relevância e a voz do Concelho de Coimbra no panorama nacional e internacional

 Queremos um futuro para Coimbra, queremos ser um exemplo para o país, queremos ser uma marca para o mundo.

Sabemos como desenvolver e potenciar as imensas qualidades e recursos do nosso Concelho, em conjunto com toda a Região Centro, na educação, na saúde, nos serviços qualificados, na investigação, na inovação, na criatividade, na cultura, no património, no turismo.

Queremos atrair investimento, desenvolver a indústria e comércio locais, promover a agricultura de qualidade.

Queremos, sobretudo, colocar Coimbra no mapa, conquistando-lhe o respeito e o lugar no país e no mundo que tem capacidade para alcançar.

 Queremos que as instituições do Concelho de Coimbra dialoguem entre si e assim multipliquem exponencialmente as suas caraterísticas, potencialidades e sinergias.

 Queremos respeitar, aproveitar e intensificar as enormes capacidades e competências esquecidas e desprezadas da estrutura e das pessoas da Câmara Municipal de Coimbra e de todas as instituições e forças da Cidade e do Concelho.

 Queremos um governo competente para a cidade, que pratique a democracia no município e nas freguesias, com uma gestão municipal democrática, transparente, descentralizada, com absoluto respeito pelo funcionamento de todos os órgãos municipais.

Com igual respeito e valorizando os concelhos vizinhos, que integram a região, iremos com eles cooperar pelo desenvolvimento da Região Centro.

 Queremos envolver e ouvir os munícipes de Coimbra. Em particular, queremos destinar uma verba significativa para um orçamento participativo que vá ao encontro dos desejos e necessidades das pessoas. Seremos proactivos na definição de políticas públicas municipais, para as quais os cidadãos vão ser ouvidos.

 Saberemos procurar activamente os investimentos, aproveitando todas as oportunidades de atracção de investidores. Criaremos para isso os necessários incentivos de modo a sermos competitivos com outras regiões do país e de modo a fomentarmos o estabelecimento de empresas e a criação de empregos no concelho de Coimbra .

Afirmaremos as marcas distintivas de Coimbra, em conjunto com os parceiros naturais da Câmara, de modo a aumentarmos a visibilidade nacional e internacional que a cidade já tem. Queremos Coimbra como destino e reconhecimento nacional e internacional como cidade da educação, cidade universitária, cidade do património mundial, cidade dos estudantes, cidade da irreverência, cidade da ciência e da inovação, cidade da saúde, cidade das oportunidades para os jovens, cidade do envelhecimento activo, cidade do urbanismo e da arquitectura qualificadas, cidade da oferta cultural rica e diversificada, cidade dos congressos e encontros, cidade da solidariedade e da inclusão, cidade eclética e cosmopolita, enfim uma cidade como devem ser as cidades modernas da nossa dimensão.

 Da nossa história, da nossa cultura, da nossa geografia, do nosso maltratado rio Mondego, das nossas enormes e multifacetadas competências, do nosso capital humano faremos vigorosos factores de criação de riqueza, de empregabilidade, de desenvolvimento e de melhoria da qualidade de vida das pessoas.

 Poderão dizer alguns que o que até agora afirmámos não passa de boas intenções e promessas eleitorais iguais a outras. O que nos distingue, então? O que pode constituir um selo e uma garantia de qualidade, de verdade e de sucesso? O que pode motivar o voto das mulheres e dos homens de Coimbra neste projecto diferente, que tem tanto de arrojado como de estimulante?

 O que nos distingue é a nossa independência, a nossa liberdade de pensamento, palavra e acção, a nossa coragem, a nossa determinação, o nosso diversificado percurso académico, científico, técnico, profissional, pessoal e associativo, as nossas capacidades e competências, o que fizemos nas nossas tão variadas profissões, a nossa maneira de ser e de agir demonstrada ao longo da vida.

 Nenhum de nós depende ou vive da política. Nenhum de nós necessita de promoção pessoal. Estamos aqui porque queremos servir o interesse público, porque queremos servir Coimbra e o país, porque queremos dar um novo futuro e uma voz forte a Coimbra. A nossa motivação intrínseca é o amor por Coimbra, que merece muito mais e muito melhor.

Não temos nem financiamento nem quaisquer condicionamentos. Por isso vamos abrir uma acção de “crowdfunding” para fazer face às despesas mínimas e obrigatórias do processo eleitoral e da campanha. Qualquer eventual excedente será distribuído pelas organizações de solidariedade do Concelho de Coimbra, sendo as contas finais publicadas.

Contamos com todas e com todos. Precisamos da Vossa ajuda, precisamos da ajuda de quem sente e quer ser Coimbra. “Somos Coimbra”, a onda é nossa e há espaço para todas e para todos.

 A candidatura está lançada. Obrigado pela Vossa presença e vamos agora ao trabalho conjunto!

José Manuel Silva
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sem comentários:

Enviar um comentário

1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome.
2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas".
3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias.